QUINTA-FEIRA – 30/JULHO/2015

A_SaoLeopoldoMandicS. PEDRO CRlSÓLOGO (450). Reputado pela eloquência, este bispo de Ravena (Itália) recebeu o cognome de “Crisólogo”, que significa “ p alavra de ouro”. Doutor da Igreja.

SÃO LEOPOLDO MANDIC (1866-1942). À semelhança do Cura d’Ars, este sacerdote capuchinho dedicou-se intensamente ao ministério da confissão na sua cela do mosteiro de Pádua. Nos bombardeamentos da II Guerra Mundial, a igreja e parte do convento foram destruidas, mas a cela onde Leopoldo vivia e confessava ficaram ilesos. Ele tinha profetizado isso antes de morrer, dizendo: “A igreja e o convento irão ser atingidos pelas bombas, mas não esta pequena ce la. Aqui Deus exerceu tamanha misericórdia com as pessoas, que ela permanecerá como monumento à Sua bondade”. Conhecido por “Apóstolo da unidade”, foi canonizado, em 1983, por S. João-Paulo II.

Êxodo 40, 16-21.34-38; Sal 83,3-6a.8a.11; Mateus 13, 47-53

“A GLÓRlA DO SENHOR ENCHEU O SANTUÁRlO…” (Êx.40,16-21.34-38). Para esclarecer o conceito bíblico de “glória”, o teólogo judeu Abraão Heschel (1907-72) usa o diálogo entre Moisés e Deus nos cap.33-34 do Êxodo, e escreve: “Ao pedido de Moisés : “Mostra-me a Tua glória”, Deus responde : “Farei p assar diante de ti toda a Minha bondade…” (Êx.33,19 ) ; a seguir, Deus “passou em frente de Moisés” e revelou-lhe a Sua “identidade”: “Senhor!, Senhor!, Deus clemente e misericordioso…” (Êx.34,6-7). O que significa que a glória é a “exp ressão da abundância de bondade e de verdade ; potência que opera na natureza e na história”.

“ASSIM SERÁ NO FIM DO MUNDO…” (Mat.13,47-53). Fazer triagem é uma escolha. Esta rede puxada para a praia, é o momento da verdade no final da nossa vida. Ora, é todos os dias, em pleno mar, em plena vida, que temos de fazer escolhas com o novo olhar que Jesus nos dá, afim de conduzirmos até ao porto unicamente aquilo que nos fará viver. Chegou a hora – e ela chega em cada dia – de reencontrar mos a nossa liberdade de filhos de Deus, de dizer alegremente os sins e os nãos que se impõem, de escolher a felicidade, como Deus a oferece, como Jesus a mostra. Peçamos- lhE para alcançar o poder da fé para ser capazes de reconhecer as maravilhas que, todos os dias, Ele nos dá.

Meditações Bíblicas”, tradução dos Irmãos Dominicanos da Abadia de Saint-Martin de Mondaye (Suplemento Panorama, Edição Bayard, Paris). Selecção e síntese: Jorge Perloiro.