13 set 2021 «Nem em Israel encontrei tão grande fé»

SEGUNDA-FEIRA DA SEMANA XXIV DO TEMPO COMUM

anos ímpares

PRIMEIRA LEITURA 1 Tim 2, 1-8

Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo a Timóteo

Caríssimo: Recomendo, antes de tudo, que se façam preces, orações, súplicas e acções de graças por todos os homens, pelos reis e por todas as autoridades, para que possamos levar uma vida tranquila e pacífica, com toda a piedade e dignidade. Isto é bom e agradável aos olhos de Deus, nosso Salvador; Ele quer que todos os homens se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade. Há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, o homem Jesus Cristo, que Se entregou à morte pela redenção de todos. Tal é o testemunho que foi dado a seu tempo e do qual fui constituído arauto e apóstolo __ digo a verdade, não minto __ mestre dos gentios na fé e na verdade. Quero, portanto, que os homens rezem em toda a parte, erguendo para o Céu as mãos santas, sem ira nem contenda.

Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL Sal 27 (28), 2. 7. 8-9

Refrão: Bendito seja o Senhor,
que ouviu a voz da minha súplica. Repete-se

Ouvi, Senhor, a voz da minha súplica,
quando Vos invoco,
quando ergo as minhas mãos
para o vosso templo santo. Refrão

O Senhor é a minha força e o meu protector,
meu coração pôs n’Ele a sua confiança e fui ajudado.
O meu coração exultou
e entoei-Lhe um cântico de louvor. Refrão

O Senhor é a fortaleza do seu povo,
a fortaleza de salvação do seu Ungido.
Salvai o vosso povo e abençoai a vossa herança,
sede o seu protector e guia através dos tempos. Refrã

EVANGELHO Lc 7, 1-10

«Nem em Israel encontrei tão grande fé»

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas

Naquele tempo, quando Jesus acabou de falar ao povo, entrou em Cafarnaum. Um centurião tinha um servo a quem estimava muito e que estava doente, quase a morrer. Tendo ouvido falar de Jesus, enviou-Lhe alguns anciãos dos judeus para Lhe pedir que fosse salvar aquele servo. Quando chegaram à presença de Jesus, os anciãos suplicaram-Lhe insistentemente: «Ele é digno de que lho concedas, pois estima a nossa gente e foi ele que nos construiu a sinagoga». Jesus acompanhou-os. Já não estava longe da casa, quando o centurião Lhe mandou dizer por uns amigos: «Não Te incomodes, Senhor, pois não mereço que entres em minha casa, nem me julguei digno de ir ter contigo. Mas diz uma palavra e o meu servo será curado. Porque também eu, que sou um subalterno, tenho soldados sob as minhas ordens. Digo a um ‘Vai’ e ele vai; e a outro ‘Vem’ e ele vem; e ao meu servo ‘Faz isto’ e ele faz». Ao ouvir estas palavras, Jesus sentiu admiração por ele e, voltando-se para a multidão que O seguia, exclamou: «Digo-vos que nem mesmo em Israel encontrei tão grande fé». Ao regressarem a casa, os enviados encontraram o servo de perfeita saúde.

Palavra da salvação.

Tel 214116767 ou 914788831 mail cartorioalges@gmail.com