Confirmação

O SACRAMENTO DA CONFIRMAÇÃO

A dignidade do sacramento da confirmação ou crisma
  • Os baptizados prosseguem o itinerário da iniciação cristã pelo sacramento da Confirmação. Por ele recebem a efusão do Espírito Santo que, no dia do Pentecostes, o Senhor enviou sobre os Apóstolos.
  • Pelo Espírito Santo que lhes é dado, os fiéis são mais perfeitamente configurados com Cristo, e são fortalecidos pela sua virtude para darem testemunho de Cristo em ordem à edificação do seu corpo na fé e na caridade. Neles se imprime um carácter ou marca do Senhor, de tal modo que o sacramento da Confirmação não pode ser repetido.
Quem tem o direito e o dever de procurar o sacramento da confirmação?
  • «Para alguém receber a Confirmação, é preciso ter sido baptizado. Além disso, se o fiel possui o uso da razão, requerem‑se o estado de graça, a instrução devida e a capacidade de renovar as promessas baptismais» (P. Confirmação, p. 22, n.11).
  • Os fiéis têm obrigação de receber este sacramento no tempo devido; procurem os pais, os pastores de almas, especialmente os párocos, que os fiéis sejam devidamente instruídos para o receberem e dele se aproximem em tempo oportuno (cân 890).
  • Quanto às crianças (incluindo a fase da adolescência, até aos 15 anos completos), a administração da Confirmação na Igreja latina é geralmente diferida até cerca dos sete anos (P. Confirmação, p. 21, n.11). No entanto «as situações das pessoas são tão díspares que aconselham soluçõesdiferentes para a definição do “tempo oportuno”» (Normas Ptr., n. 54). Assim, no Patriarcado de Lisboa existe a possibilidade de administrar a confirmação, aproximando-a da primeira Comunhão. Este “tempo oportuno” é referido às crianças que além de terem a instrução devida e a capacidade de renovar as promessas baptismais dêem provas de fé e de piedade frequentando dominicalmente o nos dias festivos a Santíssima Eucaristia e o façam de sua própria vontade.
  • Quanto aos adultos (para este efeito, a partir dos 16 anos), como também para as crianças, em particular através dos pais, «pertence ao povo de Deus preparar os baptizados para receberem o sacramento da Confirmação» (P. Confirmação, p. 19, n 3).
  • Quanto aos pastores, é seu dever providenciar para que todos os baptizados cheguem à plena iniciação cristã e consequentemente se preparem com todo o empenho para a Confirmação.
Como é feita a preparação para o Crisma?
  • QUANTO ÀS CRIANÇAS em idade de catequese, e já baptizadas, é na própria catequese paroquial que recebem a preparação para o sacramento da confirmação, bem como para os outros sacramentos (v. “Catequese Paroquial”).
  • O pronto principal é a prática cristã pessoal da criança. Ser católico praticante é praticar o que Jesus ensinou, viveu e ordenou. Jesus, no fim da Ceia disse claramente: «Fazei isto em memória de Mim» (cf. 1 Cor 11,23-26). O próprio Jesus marcou o ritmo semanal da Eucaristia, ao partir do pão no primeiro dia da semana (cf. Lc 24,31; Jo 20). A partir deste encontro pessoal com o Senhor, a criança torna-se também missionária da Sua Presença e ávida de receber o Espírito Santo.
  • Não é oportuno, porém, administrar o sacramento da confirmação de forma grupal ou massiva ou assente em outros critérios que não os que são próprios de um caminho pessoal de fé (por ex. o estarem no mesmo grupo) no actual contexto social e eclesial marcado por «situações tão díspares». O núcleo fundamental da vivência e transmissão da fé encontra-se na família, sendo a catequese uma realidade auxiliar. Por outro lado é possível e de facto acontece a criança ser chamada por Jesus e a Ele corresponder com perseverança mesmo em ambiente familiar não imediatamente favorável.
  • A preparação terá em vista a recepção frutuosa do sacramento, não a simples recepção, mas a recepção frutuosa o que requer o estado de graça, a instrução devida e a capacidade de renovar as promessas baptismais.
  • Perto de um mês antes da recepção do crisma, começa a preparação próxima intensa composta por três encontros catequéticos específicos, a participação na Eucaristia na comunidade paroquial, a confissão sacramental, o encontro com o Senhor Bispo, o ensaio adequado à harmonia, alegria e beleza da celebração.
  • QUANTO AOS ADULTOS (a partir dos 16 anos), a preparação é feita na Paróquia de Algés para os candidatos de Algés, Miraflores e Cruz Quebrada em encontros semanais de uma hora, ao Domingo à tarde (16h30) a partir do início de Outubro de cada ano pastoral (v. “Preparação para o crisma de adultos – inscrição”).
Preparação para o crisma de adultos – inscrição
  • Encontra nesta secção os elementos práticos da catequese de adultos (preparação para a primeira comunhão e para o crisma). Pode ver acima breves considerações espirituais e normas pastorais acerca desta preparação e da sua finalidade.
  • Veja aqui a ficha de inscrição para preencher e entregar no acolhimento paroquial, e ainda o programa (ano 2020-21).
Celebrar o matrimónio sem ter recebido a confirmação?
  • A preparação de um adulto baptizado para a Confirmação coincide, por vezes, com a sua preparação para o Matrimónio. Neste caso, se se prevê que não é possível reunir as condições exigidas para a recepção frutuosa da Confirmação, o Ordinário do lugar julgará se não será mais oportuno diferir a Confirmação para uma data mais posterior à celebração do Matrimónio (P. Confirmação, p. 22,12).
  • A Igreja admite que o fiel baptizado celebre o sacramento do Matrimónio sem ser crismado, mas não o recomenda. É da maior conveniência receber o crisma, completando a iniciação cristã, recebendo assim a confirmação e aperfeiçoamento da fé baptismal, lembrando que o seu corpo se tornou “templo do Espírito Santo” (1 Cor 6,19-20).
  • O cônjuges cristãos assumem a obrigação de entrega total recíproca e exclusiva, na relação matrimonial indissolúvel, de edificação da Igreja, de transmissão da fé, em particular, na educação cristã dos filhos. Recebem graças particulares e específicas do sacramento do matrimónio, que devem ser precedidas das graças fundamentais da santificação pessoal, recebidas nos sacramentos da iniciação cristã.
  • Se algum dos nubentes ou ambos se aproximam do matrimónio sem o crisma inscreva-se no grupo de adultos ou então comprometa-se a ingressar para depois do casamento e segundo a sua disponibilidade.
Documentação necessária (crianças e adultos)
  • Aqui são referidos os documentos necessários à organização do Crisma.
  • Os seguintes documentos devem ser depositados no acolhimento paroquial até dez dias antes da data da celebração do crisma.
  • – Certificado de Baptismo do que se candidata a receber o sacramento da confirmação;
  • – Certificado de crisma do Padrinho / Madrinha;
  • Boletim de Confirmação (preencher de forma legível, completa e certa).

ALGÉS – MIRAFLORES