Os Sacramentos

OS SACRAMENTOS

Economia sacramental
  • No dia do Pentecostes, pela efusão do Espírito Santo, a Igreja foi manifestada ao mundo. O dom do Espírito inaugura um tempo novo na «dispensação do mistério»: o tempo da Igreja, durante o qual Cristo manifesta, torna presente e comunica a sua obra de salvação pela liturgia da sua Igreja, «até que Ele venha» (1 Cor 11, 26). Durante este tempo da Igreja, Cristo vive e age, agora na sua Igreja e com ela, de um modo novo, próprio deste tempo novo. Age pelos sacramentos e é a isso que a Tradição comum do Oriente e do Ocidente chama «economia sacramental». Esta consiste na comunicação (ou «dispensação») dos frutos do mistério pascal de Cristo na celebração da liturgia «sacramental» da Igreja (Catecismo da Igreja Católica, 1076).
Os 7 Sacramentos da Salvação
  • Os 7 Sacramentos da Igreja estão assim agrupados (Cf. Catecismo da Igreja Católica. Compêndio, 250):
    • DA INICIAÇÃO CRISTÃ (Baptismo, Confirmação e Eucaristia);
    • DA CURA (Penitência e Unção dos enfermos);
    • AO SERVIÇO DA COMUNHÃO E DA MISSÃO (Ordem e Matrimónio).
  • Os sacramentos tocam todas as etapas e momentos importantes da vida cristã. Todos os sacramentos estão ordenados para a Eucaristia «como para o seu fim» (S. Tomás de Aquino).

ALGÉS – MIRAFLORES