SEGUNDA-FEIRA – 26/OUTUBRO/2015

A_DemetrioDeTessalonicaS. LEONARDO DE PORTO MAURíCIO (1676-1751). Prégador italiano da Ordem dos Frades Menores (franciscano). Foi o santo da Via-Sacra (Via Crucis) e da Imaculada Conceição, o frade que salvou o Coliseu de Roma duma ruína total, o pregador inflamado da Paixão de Cristo. Foi canonizado, em 1867, pelo papa Pio IX.

S. DEMÉTRIO DE TESSALÓNICA (séc. IV). Mártir cristão cuja vida é pouco conhecida. No período da Idade Média, tornou-se um dos mais importantes santos militares ortodoxos, invocado juntamente com S. Jorge.

Romanos 8, 12-17 ; Sal 67, 2. 4. 6-7ab. 20-21 ; Lucas 13, 10-17

“NÓS ESTAMOS EM DÍVIDA…” (Rom.8,12-17). Paulo recorda a presença dO Espírito que age nos crentes e põe o acento tónico na “dívida” que os cristãos lhE têm e na “responsabilidade” de O deixarem agir. E insiste para não permitirem que a influência da carne – com as suas inclinações egoístas para o mal – os fechem em si mesmos, asfixiando-lhes esse Espírito.
Abandonados às próprias forças, às próprias fraquezas, os crentes, para que possam receber o nome de “filhos de Deus”, têm que deixar-se conduzir pelO Espírito. Sómente graças aO Espírito poderão clamar: “Abba, Pai!” e, assim, entrarem numa intimidade com O Pai análoga à de Jesus. Esta familiaridade com Deus é a fonte da verdadeira liberdade.

“INDIGNADO AO VER JESUS FAZER UMA CURA AO SÁBADO…” (Luc.13,10-17). Em vez de julgar a árvore pelos seus frutos e dar, como a mulher, acção de graças pelo milagre realizado, o chefe da sinagoga reduziu a intervenção de Jesus a um “trabalho” de taumaturgo. Lucas é o evangelista da alegria: alegria difundida através do seu evangelho, que é desde então Boa Nova. Mas que não é uma boa nova para todos, pois há uns que são recalcitrantes, e há aqueles para quem a alegria do outro é fonte de despeito, de inveja e raiva. Quando nos sentirmos limitados na nossa liberdade, acabrunhados pelo peso das provações, disponhamo-nos a reencontrar Cristo que vem até nós pela Sua Palavra, pelos Sacramentos e pelos outros. Que, através de toda a nossa vida, dêmos glória a Deus!

Meditações Bíblicas”, tradução dos Irmãos Dominicanos da Abadia de Saint-Martin de Mondaye (Suplemento Panorama, Edição Bayard, Paris). Selecção e síntese: Jorge Perloiro.