14 nov 2016

A todos, feliz semana!

Escrevo estas simples palavras no dia seguinte ao da alegria que todos sentimos na celebração, com o Senhor Patriarca, dos 50 anos da Paróquia, agradecendo a Deus nosso Pai misericordioso a abundância das suas graças.

Ontem vi a firme suavidade da fé, a beleza da comunhão, a transformação do agir dos fiéis pela unção do Amor a Nosso Senhor Jesus Cristo. Vi as flores resplandecentes, o canto elevado, os ambientes belos, o incenso perfumado, as vestes de festa, as palavras sentidas, os sorrisos abertos, os cumprimentos sinceros, os presentes oferecidos, o pão partilhado, o encontro renovado, as crianças embevecidas, os idosos radiantes, as famílias confortadas. Vi tudo transformado pelo Amor de Deus. Vi a alegria nos rostos e no olhar, a maravilha perante o quase inacreditável, a esperança que o Espírito Santo desperta no coração dos que seguem o Senhor.

Demos Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, Único que da nossa fragilidade, como a do barro, pode fazer e faz, com a sua bondade, maravilhas tão perfeitas.

Que o suave e doce olhar de Nossa Senhora continue a repousar sobre todas e cada uma das almas e famílias da nossa Paróquia e que lhe sejamos nós todos sempre agradáveis na santidade e na missão.

Pe. António Figueira

Segunda-feira da 33ª semana do Tempo Comum

in evangelho quotidiano.org

Resultado de imagem para lunedi XXXIII settimana tempo ordinarioComentário do dia
Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) (1891-1942), carmelita, mártir, co-padroeira da Europa
Poema «Noite feliz»

«Senhor, que eu veja.»

Muitas vezes, tive a impressão de ficar sem forças.
Mais vezes ainda, desesperei de ver a luz.
Mas, quando o meu coração estava tomado pela dor,
eis que uma estrela se elevou diante de mim.
Ela conduziu-me e eu segui-a,
primeiro com passo hesitante, depois com confiança. […]

Aquilo que tinha de esconder no mais fundo do meu coração,
posso agora proclamá-lo alto e em bom som:
«creio e confesso a minha fé». […]
Senhor, será possível que renasça
quem já viveu metade da sua vida (Jo 3,4)?
Tu o disseste e isso verificou-se comigo.
O fardo de uma longa vida de faltas e sofrimentos
caiu de cima dos meus ombros. […]

Ah! nenhum coração humano pode compreender
o que Tu reservas aos que Te amam (1Cor 2,9).
Agora que Te agarrei, nunca mais Te hei-de largar (Ct 3,4).
Seja qual for o caminho que tome a minha vida,
Tu estás comigo (Sl 22).
Nada poderá separar-me do teu amor (Rom 8,39).

LEITURAS:

Ap 1, 1-4; 2, 1-5a; Sal 1, 1-2. 3. 4 e 6
Lc 18, 35-43

ESTA SEGUNDA FEIRA:

14 novembro 2016


Segunda feira da XXXIII Semana do Tempo Comum


ANOTAÇÕES


09:00 CRUZ-QUEBRADA


Santa Missa
09:30 CRUZ QUEBRADA


Confissões
10:00 – 12:00 ALGÉS


Atendimento  o pároco
17:30 MIRAFLORES


Confissões
18:00 MIRAFLORES


Santa Missa
 18:00 N.S. DO CABO


Oração das mães
18:30 ALGÉS


Confissões
 19:00 ALGÉS


 Santa Missa