SEXTA-FEIRA – 25/DEZEMBRO/2015 – NATAL DO SENHOR

a_AdoracaoDosMagosIsaías 52,7-10; Sal 97,1-6; Hebreus 1,1-6; João 1,1-18

NOITE DE NATAL, NOITE DE LUZ (Jo.1,67-69). O evangelho derrama luz sobre a identidade da criança que acaba de nascer. “E O Verbo fez-Se carne, Ele habitou entre nós, e nós vimos a Sua glória” (João 1,14). As ruas estão iluminadas com grinaldas elétricas, o olhar das crianças cintila ao descobrir os presentes, as colares brilham nos trajes dos maiores… Tudo celebra o fim de uma longa espera pois Cristo nasceu. A noite do homem terminou a partir de agora. O Filho eterno dO Pai fez-Se um de nós. Ele é a verdadeira luz do mundo. A glória entoada pelos anjos ainda ressoa, a estrela continua a brilhar indicando o caminho aos pastores. S.João faz-nos entender quem é este Menino : é O Verbo que estava junto de Deus desde o início. O mistério da redenção cumpriu-se, não ao som triunfante das trombetas, mas na humilde descida dO Filho de Deus, por “quem tudo foi feito”. É na inocência e na pobreza de uma criança que a nossa Salvação se inicia. Este Menino veio para nos salvar e mostrar o caminho da humildade: imitando-O, fá-lO-emos encarnar-Se em nós. “Cristo pode ter nascido mil vezes em Belém ; mas se Ele não nascer em ti, tu permaneces morto para sempre.” Angelus Silesius, místico e poeta alemão (1624-67).

Meditações Bíblicas”, tradução dos Irmãos Dominicanos da Abadia de Saint-Martin de Mondaye. Selecção e síntese: Jorge Perloiro.