QUARTA-FEIRA – 11/NOVEMBRO/2015

a_ATuaFeTeSalvouS. MARTINHO (316-397). Natural da Panónia, actual  Hungria, é dos mais  populares na Europa. Tendo renunciado ao exército, foi baptizado, ordenado sacerdote, fundando em França o mosteiro de Ligugé. Eleito pelos cristãos de Tours como seu bispo, foi ali enérgico e infatigável, criando as primeiras paróquias rurais.

Sabedoria 6, 1-11 ; Sal 81, 3-4.6-7 ; Lucas 17, 11-19

EM PÉ DE IGUALDADE. O Sal.81, em sintonia com o Livro da Sabedoria, convida-nos a recordar a precariedade da nossa vida e a encontrar o caminho da solidariedade. Se alguma certeza temos é a de que um dia todos partilhamos a morte, facto que reduz a nada as nossas hierarquias sociais,  intelectuais, etc. e nos coloca em pé de igualdade para alcançar o conhecimento da verdade. Isto liberta-nos dos preconceitos e torna-nos aptos a reconhecer e a amar todos os homens como nossos semelhantes, filhos do mesmo Pai eterno.

“A TUA FÉ TE SALVOU …” (Luc.17,11-19).  Como pode Jesus  insinuar que, os nove leprosos que não voltaram, não  tinham fé? Não os enviara Ele aos sacerdotes  a  testemunhar terem sido curados? Ao obedecer-lhE, os nove leprosos monstraram ter plena confiança em Jesus. Todavia, embora a fé dos 10 não tivesse sido posta em dúvida, foi o reconhecimento de Jesus como Cristo pelo leproso samaritano que fez a diferença: este considerou ser mais importante voltar para louvar Deus aos pés de Jesus, sem que Ele  lho tivesse sugerido. Ao agir assim o samaritano quis expressar que, agora, louvar a Deus e dar graças a Jesus eram para ele  inseparáveis.

Meditações Bíblicas”, tradução dos Irmãos Dominicanos da Abadia de Saint-Martin de Mondaye (Suplemento Panorama,  Edição Bayard, Paris). Selecção e síntese: Jorge Perloiro.