SEGUNDA-FEIRA – 16/NOVEMBRO/2015

A_SantaMargaridaDaEscociaSTA. MARGARIDA DA ESCÓCIA (1045-93). Casou (1070) com o brutal rei da Escócia Malcom lll, exercendo sobre ele uma influência benéfica. Cuidou dos 8 filhos, contribuiu para reformar a Igreja da Escócia e ocupou-se activamente dos pobres.

STA. GERTRUDES MAGNA (1256-1302). Monja beneditina mística, teve aos 25 anos a primeira das suas visões que, como ela própria narrou, lhe transformaram a vida. Transcreveu e reuniu no livro “Mensageiro do divino amor” toda a sua rica experiência. Foi a maior promotora medieval da devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

1 Mac. 1,10-15.41-43.54-57.62-64; Sal118,53.61.134.150.155.158; Luc.18, 35-43

“UMA GRANDE CÓLERA CAIU SOBRE ISRAEL…” (Macabeus 1,62-64). A partir de 202 a.C., o soberano grego Antíoco empreendeu uma política de helenização a todo o custo para integrar as populações do vasto reino (do Iraque à Ásia Menor e à Síria). Muitos judeus deixaram-se seduzir pela educação grega que desenvolvia o espírito e o corpo, ao preço da perda da sua identidade religiosa e da fé nO Deus único. Outros reagiram e resistiram até ao martírio. A teologia da retribuição serviu de argumento aos colaboracionistas: a morte ignomiosa dos resistentes não era a prova da cólera de Deus contra o Seu povo? A resposta foi, para os que resistiam, uma fé mais forte que vencia as fronteiras da morte e mantinha a esperança dos crentes contra toda a esperança.

O CEGO DE JERICÓ (Luc.18,35-43). “Que queres que Eu faça por ti?” Esta pergunta que Jesus faz ao cego
levantou-me durante muito tempo interrogações…Dizia comigo que Jesus não Se mostrara muito sagaz, de tal modo me parecia evidente que o desejo do cego seria recuperar a vista. Com a reflexão, compreendi ser importante Cristo não fazer milagres como um super-homem nem nada para provar ser o mais forte, e pelo contrário, que pedisse um esforço positivo aos que se dirigiam a Ele. Se estivesse, como este cego de há 2000 anos, que pediria a Jesus ao passar no meu caminho e interpelando-me assim : “Que pretendes que Eu faça por ti?” Cada um de nós no seu coração, como lhE responderia?

“Meditações Bíblicas”, tradução dos Irmãos Dominicanos da Abadia de Saint-Martin de Mondaye (Suplemento Panorama, Edição Bayard, Paris). Selecção e síntese: Jorge Perloiro.