24 nov 2017

SANTOS ANFRÉ DUNG-LAC E COMPANHEIROS MÁRTIRES memória obrigatória

Na região de Tonquin, Annam e Conchinchina – actual Vietname – e por acção de missionários intrépidos, ressoou pela primeira vez no século XVI a palavra do Evangelho. O martírio fecundou a semente apostólica nesta região do oriente. Entre 1625 e 1886, salvo raros períodos de quietude, recrudesceu uma violenta perseguição com a qual os imperadores e os mandarins actuaram toda a espécie de astúcias e perfídias para arrancar a tenda plantação da Igreja. O total das vítimas, ao longo dos três séculos acende a cerca de 130.000. A crueldade dos carnéfices não foi capaz de dobrar a invicta constância dos confessores da fé: decapitados, crucificados, estrangulados, serrados, esquartejados, submetidos a inenarráveis torturas na prisão e nas minas, fizeram refulgir a glória do Senhor, “que no seu martírio, Senhor, tirais força da fraqueza humana e fazeis da nossa fragilidade o testemunho da vossa grandeza, por Cristo, nosso Senhor” (prefácio dos mártires).
No Domingo, 19 de Junho de 1988, São João Paulo II juntou na auréola dos santos uma fileira de 117 mártires de varias nacionalidades, condições sociais e eclesiais: sacerdotes, seminaristas, catequistas, leigos, entre os quais uma senhora, mãe de vários filhos, diversos pais de família, soldados, agricultores, pescadores. Um nome se destaca, o de André Dung – Lac, Sacerdote, martirizado em 1839 e beatificado em 1900, ano jubilar da redenção, por Leão XIII. 24 de Novembro é o dia do martírio de alguns destes santos.

PRIMEIRA LEITURA 1 Mac 4, 36-37.52-59

Leitura do Primeiro Livro dos Macabeus
Naqueles dias, disseram Judas Macabeu e os seus irmãos: «Agora que os nossos inimigos foram desbaratados, subamos a purificar o templo e celebrar a sua dedicação». Reuniu-se todo o exército e subiram ao monte Sião. No dia vinte e cinco do nono mês, que é o mês de Quisleu, do ano cento e quarenta e oito, levantaram-se de madrugada e ofereceram um sacrifício, segundo as prescrições da Lei, sobre o altar dos holocaustos que tinham construído. O altar foi dedicado ao som de cânticos, de cítaras e de címbalos, no mesmo mês e dia em que os gentios o tinham profanado. Todo o povo se prostrou em adoração de rosto por terra e deu graças ao Céu por lhes ter dado tão feliz sucesso. Celebraram a dedicação do altar durante oito dias e ofereceram holocaustos com grande alegria, bem como sacrifícios de comunhão e de acção de graças. Adornaram a fachada do templo com coroas de ouro e escudos; restauraram as entradas e as salas, onde colocaram as portas. Foi grande a alegria do povo e assim foi afastado o opróbrio causado pelos gentios. Judas, com os seus irmãos e toda a assembleia de Israel, decidiu que todos os anos se celebrasse com alegria e regozijo a festa da dedicação do altar, durante oito dias, a partir do dia vinte e cinco do mês de Quisleu.
Palavra do Senhor.

SALMO RESPONSORIAL 1 Cr 29, 10.11ab.11cd e 12ab.12cd e 13 (R. 13b)

Refrão: Celebramos, Senhor, o vosso nome glorioso. Repete-se

Bendito sejais, Senhor, para todo o sempre,
Deus do nosso Pai, Israel.
A Vós, Senhor, a grandeza e o poder,
a honra, a majestade e a glória. Refrão

Tudo, no céu e na terra, Vos pertence,
sois o Rei soberano de todas as coisas.
De Vós nos vem a riqueza e a glória,
sois Vós o Senhor de todo o universo. Refrão

Na vossa mão está o poder e a força,
em vossas mãos tudo se afirma e cresce.
Nós Vos louvamos, Senhor, nosso Deus,
e celebramos o vosso nome glorioso. Refrão

EVANGELHO Lc 19, 45-48

Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Lucas
Naquele tempo, Jesus entrou no templo e começou a expulsar os vendedores, dizendo-lhes: «Está escrito: ‘A minha casa é casa de oração’; e vós fizestes dela ‘um covil de ladrões’». Jesus ensinava todos os dias no templo. Os príncipes dos sacerdotes, os escribas e os chefes do povo procuravam dar Lhe a morte, mas não encontravam o modo de o fazer, porque todo o povo ficava maravilhado quando O ouvia.
Palavra da salvação.

ESTE DIA
HORA E LOCAL ACÇÃO ESPECIFICAÇÃO (NOTAS)
09:00 CRUZ QUEBRADA Santa Missa
09:30 CRUZ QUEBRADA Confissões
16:00 ALGÉS Reunião do Apostolado da Oração
17:30 MIRAFLORES Confissões
18:00 MIRAFLORES Santa Missa
18:30 ALGÉS Confissões
19:00 ALGÉS Santa Missa
19:30 MIRAFLORES Oração «In Lumine Tuo» grupo de oração vocacionado para mulheres que, após a separação, não voltaram a casar. Um tempo de “reconciliação, pacificação e cura”, com a oração, os sacramentos, em comunidade.
19:30 ALGÉS Alcoólicos Anónimos