Dom Daniel Henriques – Carta aos cristãos de Algés

Estimados irmãos e irmãs na fé, queridos amigos

Na impossibilidade de me dirigir pessoalmente a cada um de vós, pedi ao vosso pároco que fizesse chegar a toda a Comunidade algumas palavras da minha parte, eu que fui um dia vosso pároco e agora sou chamado a ser bispo auxiliar do Patriarcado de Lisboa.
O Papa Francisco não cessa de nos surpreender. Mas desta vez a surpresa tocou, e de que maneira, a minha própria carne e a minha história. Como nunca, as palavras de Jesus aos seus discípulos: “quem quiser ser meu discípulo, pegue na sua cruz todos os dias e siga-me” ganham hoje, na minha vida, todo o seu sentido. Sendo para muitos ascensão e glória, a Igreja convida ao novo bispo a abraçar, com amor renovado, a Cruz do Senhor. É nela, e só nela, que está toda a nossa Glória. Na minha fragilidade e indignidade, confio-me para tal à acção do Espírito Santo, à intercessão da Mãe do Céu e à oração do Povo Santo de Deus.
Na paróquia de Cristo – Rei de Algés fui pároco entre 2005 e 2016. Deus foi tecendo a minha vida com os fios de ouro que são aqueles que ele confiou ao meu cuidado pastoral: as crianças, os jovens, os anciãos, as famílias… e com os fios de prata que foram algumas provações e dificuldades. Tudo integrou a minha vida e fez de mim o que hoje sou. Louvado seja o Senhor!
Como bispo auxiliar do Patriarcado de Lisboa exercerei o ministério episcopal na Igreja em comunhão com o senhor Patriarca em favor desta Diocese que muito amo. Permiti-me que, nesta missão, vos exorte à Comunhão e à Missão. Vencendo todo o espírito de divisão e discórdia, de tibieza e inércia, apoiai-vos no Espírito Santo para serdes, na família e na Paróquia, construtores da unidade e luzeiros missionários.
Confio-me às vossas orações para que o Espírito me santifique no exercício do ministério apostólico. Estareis também sempre presentes no meu coração e na minha oração.
Ao padre António e aos sacerdotes que vos servem, acolhei-os sempre como aquilo que são: “o amor do coração de Jesus”, como dizia o santo cura de Ars. Trabalhai em comunhão com eles pela causa do Reino, para estardes assim em comunhão com o vosso Bispo e, nele, em comunhão com toda a Igreja.
Gostaria de vos convidar, a cada um, a estarem presentes na minha ordenação episcopal, no dia 25 de Novembro, Domingo de Cristo – Rei. Assim, cantaremos a uma só voz as maravilhas que o Senhor realiza cada dia na Sua Igreja. A celebração será às 16h00, no Mosteiro dos Jerónimos.

Unidos na mesma fé, nesta grande família diocesana onde a Igreja toda acontece.

Torres Vedras, 20 de Outubro de 2018

D. Daniel Henriques