1ª QUINTA-FEIRA – 3/MARÇO/2016

a_SVinvaleuDeLandevennecS. VINVALEU DE LANDÉVENNEC (532). Atribuem-se numerosos milagres (em especial contra a infertilidade) a este Bretão, fundador do mosteiro de Landevennec (Finisterra). Muitas paróquias francesas têm-no por Orago.

Jeremias 7,23-28; Sal 94,1-2.6-9; Lucas 11,14-23

“QUEM NÃO JUNTA COMIGO, DISPERSA…” (Luc.11,14-23). Jesus acaba de libertar um homem possuído por um “demónio” que o tornava mudo. Perante este milagre, as reacções dos espectadores são diversas. No seu conjunto, a multidão está cheia de admiração. Mas há sempre pessoas que são desconfiadas; elas vão ao ponto de mudar radicalmente o alcance do gesto de Cristo: “O homem bom (diz Jesus), retira do seu tesouro coisas boas; o homem mau, do seu mau tesouro retira coisas más” (Mat.12,35). Outros reclamam “um sinal vindo do céu”, quando tinham visto manifestar-se à sua frente uma cura, sinal dO Reino de Deus. Sim, verdadeiramente “o coração deste povo tornou-se duro (…), fecharam os olhos, não fossem ver com os olhos (…),compreender com o coração e converter-se…” (Mat.13,15). A passagem de Jesus a expulsar o demónio mudo é para nós uma luz a iluminar a vitória de Cristo: Jesus é mais forte que Satanás. A Sua força manifesta-se em cada combate, com Jesus a retirar – uma a uma – ao Diabo todas as armas. Só então Satanás se revela tal como é: totalmente nu, sem nada para nos poder dar. A partir de agora cessou a “mentira” e ele já não causa mais vítimas, pois seus despojos foram distribuídos. Também nós somos chamados ao combate: a única regra é estar com Jesus, unidos a Ele.

Meditações Bíblicas”, tradução dos Irmãos Dominicanos da Abadia de Saint-Martin de Mondaye (Suplemento Panorama, Edição Bayard, Paris. Selecção e síntese: Jorge Perloiro.